a sua candidatura em abril. Eu não estou negando [a minha candidatura]. Mas eu não estou em campanha. Só estou dizendo que neste momento eu sou governador, disse, destacando que vai lançar a candidatura em abril." / a sua candidatura em abril. Eu não estou negando [a minha candidatura]. Mas eu não estou em campanha. Só estou dizendo que neste momento eu sou governador, disse, destacando que vai lançar a candidatura em abril." /

Serra diz que vai lançar candidatura à Presidência em abril

O governador do Estado de São Paulo, José Serra, (PSDB-SP), disse nesta sexta-feira que lançará http://colunistas.ig.com.br/guilhermebarros/2010/03/19/serra-anuncia-que-e-candidato-a-presidencia/ target=_topa sua candidatura em abril. Eu não estou negando [a minha candidatura]. Mas eu não estou em campanha. Só estou dizendo que neste momento eu sou governador, disse, destacando que vai lançar a candidatura em abril.

iG São Paulo |

Divulgação

Serra durante evento nesta tarde

É a primeira vez que Serra, que faz aniversário hoje, assume ser candidato. O anúncio foi feito em entrevista ao jornalista José Luiz Datena, na TV Bandeirantes.

O anúncio oficial está previsto para o dia 10 de abril , em Brasília. "Estamos trabalhando com a hipótese de lançá-lo e os partidos fazerem esse lançamento no dia 10 de abril", afirmou nesta semana o presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra. Antes disso, Serra precisa se desincompatibilizar do cargo de governador, cujo prazo limite é 3 de abril. Há expectativa de que ele se afaste de suas funções no Executivo um dia antes.

Durante a entrevista, Serra negou que esteja demorando para oficializar a sua candidatura. "Temos seis meses pela frente ainda. Não posso prejudicar o meu trabalho como governador", afirmou.

Sobre o crescimento nas pesquisas da ministra Dilma Rousseff, pré-candidata à presidência pelo PT, Serra disse que "é algo previsto", pois a ministra tem tido uma "exposição intensa" nos últimos meses. "Campanha eleitoral acelera depois da Copa do Mundo. (...) Não é assustador [este crescimento]".

Pesquisa Ibope, encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e divulgada na última quarta-feira, mostrou que a diferença entre Serra e a ministra Dilma  caiu para cinco pontos percentuais .

Serra afirmou ainda que a população "vai escolher entre os candidatos à Presidência em função da capacidade de realizar programas". Segundo Serra, o eleitor também analisará o passado dos candidatos. "Vai pesar o passado. O que cada um fez (...) Eu tenho uma história", afirmou.

Antes de a entrevista ser transmitida, o governador negou, em evento na zona sul da capital paulista, que tenha assumido sua candidatura à Presidência no programa de Datena. Questionado sobre o assunto, Serra afirmou: "Eu não disse (que era candidato). Foi o Datena que disse."

Campanha

O PSDB espera há meses a manifestação pública de Serra sobre a disputa presidencial. Nas últimas semanas, líderes tucanos têm reclamado publicamente pelo fato de o governador não ter se lançado ainda pré-candidato à Presidência.

Na quinta-feira, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso havia defendido que o PSDB tivesse  "autonomia" para começar a campanha  para Serra antes de ele ser lançado.

O PT lançou em fevereiro a pré-candidatura de Dilma. As candidaturas às eleições de outubro serão formalizadas apenas em junho, quando os partidos realizam convenções específicas para isso.

Veja abaixo trechos da entrevista de Serra à TV Bandeirantes:

(*com informações da Reuters)

Leia também:

    Leia tudo sobre: serra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG