Serra diz que não vai reforçar policiamento nos Jardins

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), disse hoje não ter a intenção de reforçar o policiamento nas regiões nobres dos Jardins e de Pinheiros, na capital, mesmo após a onda de assaltos dos últimos dias. Não vamos reforçar policiamento em um lugar e tirar de outro.

Agência Estado |

Vamos reforçar em todo canto", disse, em referência à segurança nos outros bairros.

Apenas nos últimos dez dias, a Polícia Militar (PM) registrou quatro assaltos a residências nas zonas de alto padrão de São Paulo. Entre as casas invadidas, estavam a de dois secretários da gestão estadual: o titular da Saúde, Luiz Barradas Barata, e do Emprego e Relações do Trabalho, Guilherme Afif Domingos. De acordo com a associação de moradores do bairro, a AME Jardins, a PM se comprometeu a reforçar o patrulhamento com rondas da Força Tática, das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) e de motociclistas.

"Eu fico preocupado com a segurança tanto das pessoas mais humildes, das periferias, quanto das autoridades do governo", disse o governador. Interpelado sobre a possível repetição de excessos por parte de policiais da Rota, o governador descartou problemas. "(A Rota fazer um reforço no policiamento) não significa a volta da arbitrariedade. Não se pode queimar um instrumento pelo uso pervertido que se fez dele."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG