Serra diz que concorda com prévias no PSDB para 2010

O governador de São Paulo, José Serra, disse hoje que concorda com a proposta do colega mineiro Aécio Neves de realização de prévias para a escolha do candidato do PSDB à Presidência da República em 2010. Ambos polarizam a disputa interna pela escolha do próximo presidenciável tucano.

Agência Estado |

Após as eleições municipais, o mineiro intensificou a defesa pela realização de uma consulta partidária para a definição do candidato do partido caso não haja consenso em torno de um nome. "Eu estou de acordo com o Aécio", disse Serra. "Nós sempre estamos de acordo", interrompeu o governador mineiro.

Aécio passou a cobrar que as prévias sejam regulamentadas pela direção nacional do PSDB, para que estejam "à disposição" da legenda. Ele defende também que o prazo-limite para que o partido defina o presidenciável seja março de 2010. O governador mineiro foi o anfitrião de um encontro com Serra e os governadores do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), e do Espírito Santo, Paulo Hartung (PMDB), para a discussão do impacto da crise financeira nos Estados. Serra negou que seja pré-candidato e classificou como prematura a discussão. "Eu não sou candidato. Eu estou governando São Paulo agora", afirmou. "É tudo prematuro."

O governador paulista também se esquivou ao ser perguntado sobre as declarações dadas mais cedo pelo prefeito eleito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB), que após um encontro com Aécio no Palácio da Liberdade reafirmou a defesa de um projeto para que Minas saia "fortalecida" na eleição presidencial de 2010. Lacerda disse que a costura política entre o governador tucano e o prefeito da capital mineira, Fernando Pimentel (PT), mostrou que é possível uma aliança de centro-esquerda em torno de um candidato presidencial.

De acordo com o socialista, o resultado da eleição em São Paulo - onde Gilberto Kassab (DEM) foi leito com o apoio de Serra -, porém, "reflete uma aliança de centro-direita". "Eu não vi e por isso não vou analisar a declaração dele. No Brasil, cada realidade, as realidades locais, são diferentes. Isso a gente sabe." Aécio completou a fala de Serra, procurando encerrar o assunto. "E eleição municipal tem característica municipal. É só abrir os olhos e perceber."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG