Serra diz que Ciro Gomes fará o que Lula pedir

Um dia após a divulgação da pesquisa CNT/Sensus, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), concedeu entrevistas a programas populares de rádio e TV, durante os quais defendeu a manutenção do Bolsa-Família e criticou comparação entre as gestões de Lula e Fernando Henrique Cardoso no debate eleitoral do ano que vem. Serra também comentou a aproximação do governador mineiro, Aécio Neves, também presidenciável tucano, com o deputado Ciro Gomes, pré-candidato do PSB.

Agência Estado |

"Ciro nem candidato é. E ele não vai fazer nada que o Lula não queira", afirmou. "Acho que isso é jogo político, não tem consequência nenhuma ao meu ver."

Serra concedeu entrevista à rádio Jovem Pan, retransmitida para 20 capitais e 141 cidades. Conversou com a rádio Verdes Mares, de Fortaleza, para onde viaja na sexta. No final do dia, foi ao Programa do Ratinho, no SBT. Ele já havia aparecido no começo do mês no programa da apresentadora Hebe Camargo.

Serra minimizou o fato de estar na frente nas pesquisas. "Se você está ganhando uma partida de quatro a zero, acha que vai ser sempre assim? Não vai, seria muita moleza. Ganhar a gente ganha por pouca diferença. Pega resultado de um ano, está 40 pontos na frente. Ninguém acha que vai se manter." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG