Em meio à discussão sobre a queda dos recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), aproveitou sua passagem pelo 53º Congresso Estadual de Municípios, em Santos, no litoral paulista, para destacar a importância das prefeituras na qualidade de vida da população e no investimento público. Os municípios brasileiros, no seu conjunto, investem mais que o governo federal se você excluir as empresas como a Petrobras, pensando só na parte fiscal.

Isso dá uma ideia do peso dos municípios", disse Serra, lembrando que por isso o movimento municipalista é fundamental. "Mexe com a vida das pessoas no dia a dia. É uma frase batida, mas é por isso mesmo verdadeira: a população não vive na União nem no Estado, vive nos municípios."

O governador destacou que o que está acontecendo com o corte de receita dos Estados e municípios não é política anticíclica. "Política anticíclica no Brasil hoje, do ponto de vista fiscal, é só o governo federal que tem condição de fazer, porque pode aumentar o seu endividamento, reduzir o seu superávit primário, como aconteceu, porque Estado e município não têm possibilidade de emitir titulo de dívida, tem que pagar os juros da dívida para o governo federal."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.