Serra deixa governo de São Paulo na sexta-feira

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), anunciou nesta segunda-feira que deixará o cargo até o final da semana. Ele será o candidato do partido na disputa pela Presidência, em outubro.

Marcelo Diego, iG São Paulo |

Quarta-feira é a prestação de contas [do governo]. Saio dali a dois dias, anunciou o tucano, que diz que pretende empacotar tudo antes de deixar o cargo.

Divulgação
Serra em meio a funcionários da Linha Amarela do Metrô
Serra disse que não costuma jogar papel fora e que pretende usar esse período para selecionar o que leva para casa e o que não deverá guardar. Ele se definiu como um "acumulador de papéis" e estimou ter guardado, em três anos de governo, de 500 a 1.000 livros.

O governador afirmou ainda que deixa o governo na mão do vice, Alberto Goldman (PSDB), que, segundo ele, sempre está por dentro de tudo. Goldman, desde 2009, foi nosso braço direito no governo. Ele está por dentro de tudo. Não há descontinuidade", afirmou Serra, que descreveu o seu substituto como um homem preparadíssimo e experiente.

De acordo com o governador, a única mudança a ser sentida na nova gestão deve ser o fuso horário do novo governador. "Goldman tem um gosto duvidoso. Acorda às 5 da manhã. Já trocamos e-mails quando eu estava indo para a cama e ele estava acordando", afirmou.

Questionado sobre o que gostaria de ter feito a mais durante sua administração, Serra disse que queria fazer mais em tudo. Mas fizemos bastante, disse.

Serra afirmou ainda que seu governo não se encerra na sexta-feira, mas sim no final do ano. Na verdade só termina em dezembro. O mandato é de quatro anos. Até o fim do ano muita coisa ainda deve ficar pronta.

As declarações foram feitas após a inauguração de uma Escola Técnica Estadual (ETEC) em Paraisópolis, na zona sul de São Paulo, ao lado do secretário do Desenvolvimento e virtual candidato do PSDB à sucessão ao Palácio dos Bandeirantes, Geraldo Alckmin.

Nesses últimos dias à frente do Estado, o governador tem intensificado a participação em vistorias e inauguração de obras que podem ser usadas como vitrines durante as eleições. Somente nesta segunda-feira são três eventos programados na agenda do candidato à Presidência.

Com informações da Agência Estado.

    Leia tudo sobre: serra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG