Serra critica bloqueio a tramitação de orçamento

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), criticou hoje a decisão da Justiça paulista de suspender a tramitação da proposta orçamentária de 2010 na Assembleia Legislativa. É uma posição legalmente insustentável, equivocada e que não faz sentido.

Agência Estado |

Só há uma instância para se pronunciar a respeito do orçamento: a Assembleia Legislativa", afirmou, após participar da formatura de 180 delegados da Polícia Civil, na região central da capital paulista.

O desembargador Ademir de Carvalho Benedito concedeu liminar na noite de sexta-feira favorável ao Sindicato União dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de São Paulo (Sindicato União), que pediam o acréscimo de R$ 2 bilhões no montante de recursos a ser destinado ao Judiciário no próximo ano.

O governo de São Paulo requereu ontem ao desembargador que reconsidere a decisão e cogita ir ao Supremo Tribunal Federal (STF) caso não seja atendido. "O orçamento está absolutamente dentro das condições de legalidade e tem todas as provisões legais necessárias, não há nada errado", sustentou o governador.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG