Serra critica ação de policiais de São Caetano em favela

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), criticou hoje a atuação da Guarda Civil de São Caetano do Sul, que trocou tiros durante perseguição com supostos assaltantes na favela de Heliópolis, zona sul da capital paulista. No tiroteio, uma bala perdida causou a morte de uma estudante de 17 anos.

Agência Estado |

"Um evento lamentável deflagrado por uma Guarda Civil despreparada para enfrentar situações como essa", disse o governador. "Entrar atirando em uma favela é uma barbaridade."

A morte da garota provocou protestos dos moradores de Heliópolis na noite de ontem. Eles incendiaram ônibus e fecharam ruas. O governador defendeu a atuação dos policiais militares para conter a manifestação. "O direito de protesto é algo que defendemos, mas, quando há vandalismo, a polícia tem de atuar." Policiais controlaram o protesto com bombas de efeito moral e tiros de bala de borracha. Foram detidas para averiguação 21 pessoas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG