Um dia após o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ter ironizado indiretamente o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), por ter apresentado a maquete do projeto de uma ponte no litoral paulista, o tucano afirmou que foi à região anunciar um entendimento entre municípios para iniciar a obra. O que eu vim fazer aqui outro dia foi o anúncio do entendimento que nós concluímos com as Prefeituras de Santos e do Guarujá, disse Serra, durante palestra em seminário sobre crescimento e sustentabilidade na Baixada Santista.

"O importante é uma obra com começo, meio e fim. Estruturada", completou Serra em seu discurso sem citar o governo federal.

Na terça-feira, o governador esteve no local para anunciar o investimento de R$ 700 milhões na ponte que ligará as duas cidades - a obra ainda não foi licitada e deve demorar dois anos para ficar pronta. Na ocasião, foi apresentada uma maquete do projeto. No dia seguinte, Lula, em viagem à cidade vizinha de Cubatão, ironizou Serra ao dizer que "tem político inaugurando até maquete".

Com a proximidade da eleição presidencial deste ano, tucanos e petistas têm acusado uns aos outros de inaugurar obras inacabadas. Com o objetivo de atingir a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata do governo à Presidência, integrantes do PSDB escolheram como alvo o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), dizendo que o programa é um compilado de obras que não saíram do papel. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.