Por Christine Kearney NOVA YORK (Reuters) - Pelos padrões de lucro de Hollywood, o elenco e os produtores de Quatro Amigas e Um Jeans Viajante admitem ter ficado surpresos pelo simples fato de ter sido feito um segundo filme baseado na série de livros de sucesso que começou com A Irmandade das Calças Viajantes.

A sequência vai estrear nos EUA na quarta-feira, apesar de o filme original, de 2005, ter faturado apenas 39 milhões de dólares na América do Norte e 2,9 milhões no resto do mundo -- um rendimento modesto, pelos padrões dos filmes comerciais.

Mas os criadores da sequência esperam que o público fiel, composto pelas fãs da série de livros juvenis, garanta as vendas em DVD.

'É verdade que, pelos padrões de Hollywood, o primeiro filme não foi muito bem-sucedido', disse recentemente a jornalistas a produtora Kira Davis.

'Se avaliarmos pelo lado comercial, acho que haveria nove chances em dez de não ter sido feita uma sequência.'

A série sobre o poder da amizade conta a história de quatro garotas que compram um jeans mágico. A sequência -- feita pela Warner Bros., resumindo em um só filme os enredos dos três últimos dos quatro livros da série -- acompanha as garotas após o primeiro ano da faculdade.

A atriz mais conhecida do filme mais recente, a premiada com o Emmy America Ferrera, 23 anos, que faz o personagem-título do seriado 'Ugly Betty', disse à Reuters que também ficou surpresa com a sequência.

'Embora (o primeiro filme) tenha tido um público básico legal, não foi um grande sucesso de bilheteria, então fiquei um pouco surpresa quando nos chamaram de volta para fazer o segundo filme', disse ela, aventando como explicação possível o público que o filme terá em DVD e a base de fãs dos livros.

Ferrera e sua co-estrela Blake Lively, que hoje protagoniza o polêmico seriado teen americano 'Gossip Girl', eram relativamente desconhecidas quando o primeiro filme foi lançado, mas agora as carreiras de ambas estão avançando de vento em popa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.