A bancada do PT no Senado divulgou uma carta aberta à senadora Marina Silva pedindo que ela permaneça no partido, mas, ao mesmo tempo, afirma que, qualquer que seja a decisão da senadora, o partido manterá o vínculo com ela. Desejamos sinceramente que a nossa querida companheira Marina Silva permaneça no Partido dos Trabalhadores, sua casa política, e prossiga nessa trajetória coletiva que já conquistou tanto, mas que tem tanto ainda para conquistar, afirmam os senadores na carta.

"Mas qualquer que seja a sua decisão, seu vínculo com o PT jamais se quebrará. Sempre será assim, esteja onde ela estiver. E, esteja onde ela estiver, terá nosso carinho, nossa admiração, nossa história comum", concluem.

A carta é cheia de elogios. Compara a trajetória de Marina à do PT. "Ambos surgiram muito pequenos e humildes e tiveram que enfrentar obstáculos quase intransponíveis para se tornarem o que são hoje", afirma. "Doce e determinada, calma e perseverante, Marina Silva contribuiu decisivamente para a estruturação do partido e sempre teve uma ação construtiva na bancada", dizem os senadores na carta, lembrando ainda da passagem de Marina no Ministério do Meio Ambiente por seis anos.

"Trajetórias como essa só se constroem com sonhos. Sonhos coletivos que transformam a realidade. Assim, a identidade que une Marina Silva ao PT é inquebrantável, pois ela foi forjada na luta comum por um país próspero e justo, no qual todos tenham oportunidades. Uma luta que continua", sustenta a carta. A senadora foi convidada pelo PV a disputar a presidência da República e disse estar estudando a possibilidade. Hoje, em entrevista, deu indicações de que deverá aceitar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.