Senadores cancelam reunião da CPI da Petrobras e adiam a das Ongs

BRASÍLIA - A reunião da CPI da Petrobras desta quarta-feira foi cancelada para permitir a presença dos senadores da base aliada do governo na reunião da CPI das Ongs, marcada para o mesmo horário. Não estavam previstas oitivas, apenas votação de requerimentos dos parlamentares.

Camila Campanerut, repórter em Brasília |


Segundo o presidente da CPI da Petrobras, o senador petista João Pedro (AM), a estratégia da situação é de participar de outra comissão presidida pela oposição. O senador Heráclito Fortes (DEM ¿ PI) está como presidente, a tucana Lúcia Vânia (GO) como vice-presidente e a relatoria está a cargo do peessedebista Arthur Virgílio (AM).

A sessão da CPI das Ongs, no entanto, foi adiada para as 17h, após a ordem do dia, quando os parlamentares realizam votações de destaques em plenário. Entre as matérias, vai ser votada a indicação do diretor-geral interino da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Wilson Roberto Trezza, para  o cargo.

Mais cedo, a Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional sabatinou e votou em favor da indicação dele, feita pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.  Ao final da sessão, os senadores se reuniram com Trezza a portas fechadas para discutir de que forma a Abin irá atuar nas questões internacionais.

Leia mais sobre: CPI das ONGs  - CPI da Petrobras

    Leia tudo sobre: cpi da petrobrascpi das ongssenado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG