Senador pede suspensão de salário de 828 servidores

Em ofício encaminhando à diretora de Recursos Humanos do Senado, Dóris Romariz, o senador Marconi Perillo (PSDB-GO), vice-presidente da Casa, pede abertura de processo administrativo e suspensão dos salários dos 828 servidores que não responderam ao recadastramento de pessoal promovido pela administração do Senado. Marconi Perillo diz, no requerimento, que está preocupado com possíveis irregularidades apontadas pela imprensa de que existiriam funcionários fantasmas, ou funcionários falecidos que ainda estejam recebendo os seus vencimentos.

Agência Estado |

A partir de 27 de agosto, os 6.277 funcionários do Senado foram intimados a preencher um formulário de recadastramento que deveria ser respondido via internet ou correspondência. No entanto, 828 funcionários não preencheram o questionário dentro do prazo, que venceu no último dia 16. A Diretoria do Senado estendeu o prazo para o dia 27 deste mês e analisa se houve problemas técnicos no recebimento dos formulários.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG