Senador pede menos discursos e mais ações na CPMI dos Cartões

BRASÍLIA - Cansando da morosidade na votação de requerimentos da CPMI dos Cartões, o senador Almeida Lima (PMDB-SE), disse que é hora de votar as matérias. Segundo ele, governo e oposição estão com posições bem definidas em relação à quebra ou não de sigilos, por isso a votação deve ser o instrumento usado para a resolução dos impasses.

Severino Motta - Último Segundo/Santafé Idéias |

"Vamos diminuir discursos e aumentar as ações. Esse é o óbvio, e chegaríamos a bom termo com os trabalhos na Casa. Se o impasse é político cada segmento, governo e oposição, tem sua visão e sua responsabilidade diante do povo", disse.

Ele ainda alegou que senadores e deputados descontentes com situações jurídicas devem procurar a justiça para resolver os impasses.

A reunião da CPMI dos cartões está sendo realizada na manhã desta terça-feira e está em processo de votação de requerimentos de informações. Até o momento pelo menos 11 requerimentos, dos 54 da lista, foram votados e aprovados. Dois deles, porém, eram simples pedidos para que o Banco Central e do Brasil cedessem funcionários para auxiliar a CPMI.

Leia também:

Leia mais sobre: cartões corporativos

    Leia tudo sobre: cpi dos cartões

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG