Senador pede à Procuradoria-Geral da República investigar fundação

BRASÍLIA - O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), apresentou à Procuradoria-Geral da República pedido para que o diretor da Fundação José Sarney, Raimundo Quintiliano, seja investigado por suspeita de desvio de recursos. O senador pede ainda a abertura de inquérito policial sobre o caso.

Valor Online |

Segundo denúncia publicada nos jornais "Folha de S.Paulo" e "O Estado de S. Paulo", recursos públicos repassados pela Petrobras à Fundação Sarney teriam sido desviados para firmas fantasmas e empresas da família do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Arthur Virgílio também protocolou pedido de investigação sobre a denúncia no Conselho de Ética da Casa. No pedido, o tucano cita o senador Sarney e pede que ele seja investigado por quebra de decoro parlamentar.

"A investigação que será feita vai examinar uma porção de fatos. Vamos ver se os fatos se restringem ao passado ou não", disse. "De qualquer maneira, entendo que é um dever apresentar ao Conselho de Ética a denúncia dos jornais."
O líder do PSDB informou que o grupo de parlamentares que defende o afastamento de Sarney da presidência do Senado vai encaminhar ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas da União (TCU), na próxima terça-feira (14), pedido de investigação geral dos atos administrativos do Senado, mesmo aqueles que já foram alvo de denúncia.

O senador Cristovam Buarque (PDT-DF), que também integra o grupo, disse que, além do MP e do TCU, os senadores buscarão apoio de personalidades nacionais e entidades como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a Associação Brasileira de Imprensa (ABI). "Queremos que grandes personalidades nacionais apoiem a iniciativa da representação ao Ministério Público", afirmou.

(Agência Brasil)

    Leia tudo sobre: sarneysenado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG