O corpo do senador Jefferson Péres (PDT-AM) foi enterrado hoje às 16 horas (hora local), no Cemitério São João Batista, em Manaus. O caixão estava envolto nas bandeiras do Brasil e de seu partido.

Pelo velório, no Centro Cultural Palácio Rio Negro, antiga sede do governo do Amazonas, passaram pelo menos seis mil pessoas, que registraram seus nomes em dois livros de visitantes.

Pela manhã, uma comitiva com 13 senadores, entre eles o presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), Pedro Simon (PMDB-RS), João Pedro (PT-AM) e Patrícia Saboya (PDT-CE), foram fazer suas últimas homenagens ao colega e amigo. O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) chegou um pouco antes. A ex-senadora Heloísa Helena (PSOL) estava na cidade desde sexta-feira.

Amigos, políticos e autoridades consideraram a morte de Peres “uma perda irreparável". "Era um senador combativo, intransigente no trato da coisa pública, um senador que trabalhou em defesa da Amazônia, o senador do 'Petróleo é Nosso', alguém que, apesar da aparência sisuda, fechada, era um grande coração", disse Carlos Lupi, ministro do Trabalho. "Ele sempre será um exemplo para todos aqueles que atuam no serviço público", disse Eduardo Suplicy. "Perdi um amigo", afirmou Garibaldi Alves.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.