Senador é internado com suspeita de dengue

BRASÍLIA - O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia, senador Magno Malta (PR-ES), está internado, desde o último sábado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, com suspeita de dengue ou de outra virose, de acordo com boletim médico divulgado nesta segunda-feira.

Agência Senado |



Magno Malta esteve no Rio de Janeiro, na quinta-feira e na sexta-feira da última semana, para ouvir o depoimento de dois presos na operação "Castelo de Areia", realizada pela polícia e pelo Ministério Público do Rio de Janeiro.

Os escultores de areia Ivan Carlos de Souza e José Marcílio de Oliveira teriam auxiliado o norte-americano Michael Joseph Clifford a aliciar um menino de 12 anos. O americano teria filmado a si próprio mantendo relações sexuais com o menor. Na última quinta-feira, a CPI da Pedofilia aprovou requerimento para que a Interpol investigue nos Estados Unidos todos os computadores de Clifford. 

Em razão do estado de saúde de Magno Malta, a CPI da Pedofilia pode rever sua agenda. Para esta terça-feira à tarde, há a previsão de reunião com os procuradores e integrantes da Polícia Federal que estão no grupo de trabalho da CPI. Para esta semana, sem dia definido, há também previsão de um encontro com o embaixador americano no Brasil e outro com o presidente da República. Desses encontros, poderão participar o vice-presidente da CPI, senador Romeu Tuma (PTB-SP), e o relator, senador Demóstenes Torres (DEM-GO).

Leia também:

Leia mais sobre: dengue

    Leia tudo sobre: dengue

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG