Senador descarta nova representação contra Sarney

O senador José Nery (PSOL-PA) descartou hoje que seu partido entre com uma nova representação contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), no Conselho de Ética. Nery argumentou que a denúncia atinge o deputado Zequinha Sarney (PV-MA), filho do presidente do Senado, e por isso, cabe à Câmara decidir sobre a abertura ou não de processo.

Agência Estado |

O jornal O Estado de S.Paulo publicou documentos que mostram o favor que a empreiteira Aracati - hoje Holdenn Construções, Assessoria e Consultoria - prestou à família do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

"Essa questão é da Câmara porque envolve um deputado", argumentou Nery. Ele disse que vai conversar com deputados do PSOL para analisar se o partido entra ou não com uma representação no Conselho de Ética da Câmara contra Zequinha Sarney. "Não há ainda uma posição sobre essa denúncia. Vamos analisar o caso", disse o deputado Ivan Valente (PSOL-SP).

As representações para a cassação de mandato de parlamentares só podem ser apresentadas por partidos políticos. Há duas semanas, o Conselho de Ética do Senado decidiu arquivar 11 representações e denúncias contra o presidente Sarney.

Comprovantes de depósito mostram que a empreiteira comprou à vista pelo menos um dos dois apartamentos, em São Paulo, que são ocupados pelos filhos e netos de Sarney, e o repassou ao deputado Zequinha Sarney (PV-MA) em condições facilitadas.

    Leia tudo sobre: sarneysenadosenadores

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG