Senador defende afastamento de Agaciel Maia até investigação ser concluída

BRASÍLIA - O senador Demóstenes Torres (DEM-GO), cotado para assumir no próximo biênio a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ)- o colegiado mais importante do parlamento ¿defendeu nesta segunda-feira que o diretor-geral do Senado, Agaciel Maia, se licencie do cargo até que sejam concluídas as investigações sobre uma casa avaliada em R$ 5 milhões que ele teria ocultado da Justiça.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |



Maia adquiriu a mansão em 1996, mas teria deixado o imóvel no nome do irmão, o deputado João Maia (PR-RN), porque estava com os bens bloqueados pela Justiça, segundo confirmou ao jornal Folha de S.Paulo. Nesta segunda, porém, ele voltou atrás e negou que estivesse com os bens bloqueados na época. De acordo com o diretor, o imóvel estaria, inclusive, declarado no Imposto de Renda.

Demóstenes afirma ter ligado para o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), nesta manhã para defender o afastamento de Agaciel Maia. Sarney, porém, teria dito que prefere aguardar as investigações para tomar uma decisão definitiva sobre o destino do servidor.

Na avaliação de Sarney, se ficar provado que Maia comprou um imóvel durante o tempo em que estava com os bens bloqueados, o servidor poderá ser indiciado por improbidade administrativa e perder o cargo.

No início desta tarde, Sarney pediu que o Tribunal de Contas da União (TCU) investigue a evolução patrimonial de Agaciel Maia e verifique se houve irregularidades na compra da casa do Lago Sul.

Denúncia

No início do ano legislativo, durante a eleição de José Sarney para presidente do Senado, o líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM), contou ter ouvido do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) que um carro BMW estava sempre estacionado no Senado. Inicialmente, os dois pensaram que poderia ser de um senador extravagante, mas descobriram se tratar do automóvel da secretária de Agaciel Maia.

Virgílio defendia a candidatura de Tião Viana (PT-AC), que, se eleito, prometia praticar a renovação do Senado, e, junto a isso, estaria a demissão de Agaciel.  "Tião Viana não vai caçar as bruxas daqui, apenas as bruxas têm que ficar com as barbas de molho", endossou Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), que também era contra a eleição de Sarney.


Leia mais sobre: Agaciel Maia

    Leia tudo sobre: agaciel maiaagaciel mais

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG