querer aparecer - Brasil - iG" /

Senador da tropa de choque de Sarney acusa Psol de querer aparecer

BRASÍLIA ¿ O senador Almeida Lima (PMDB-SE) desdenhou da possibilidade da oposição entrar com um recurso no plenário do Senado pedindo o desarquivamento das acusações contra o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP).

Christian Baines, repórter em Brasília |

Segundo ele, não é permitido que se apele ao plenário após decisão do Conselho de Ética. Falta ao [líder do Psol no Senado, José] Nery, inteligência ou sinceridade. Não cabe recurso a plenário. Independentemente do número de assinaturas, não cabe recurso. Isso é comportamento de quem quer ver o Senado tumultuado, afirmou Lima.

O Psol não tem o que fazer. Quer aparecer. O partido não tem estrutura para aparecer por bem, então, aparece por mal, completou.

Nery, porém, reafirmou que pretende protocolar recurso à Secretaria Geral do Senado na tarde desta quinta-feira. A oposição quer que seja submetida a plenário a decisão do colegiado em arquivar as duas representações de seu partido e duas do PSDB.

O líder do PSOL afirmou que, mesmo que uma resolução elaborada em 2007 impeça que decisões do Conselho de Ética sejam levadas a plenário, o regimento do Senado é superior a qualquer resolução.

O regimento, segundo ele, permite que se algum parlamentar não concordar com a decisão tomada em qualquer comissão, pode reunir assinaturas e apresentar requerimento. 

Além de Nery, o recurso conta ainda com as assinatura dos senadores Demóstenes Torres (DEM-GO), Cristovam Buarque (PDT-DF), Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), Renato Casagrande (PSB-ES), Jefferson Praia (PDT-AM), Marina Silva (sem partido), Flávio Arns (PT-PR), Pedro Simon (PMDB-RS) e Álvaro Dias (PSDB-PR).

Leia também:


Leia mais sobre: crise no Senado


    Leia tudo sobre: cristovam buarquejosé nery azevedosenadosenadores

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG