Senado virou anexo do Planalto, diz senador Cristovam Buarque

BRASÍLIA - O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) afirmou nesta sexta-feira que o Poder Legislativo está subordinado ao Executivo e apontou que a força do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), no governo federal lhe dá status de ministro. ¿O Senado, na sua maioria, virou anexo do Planalto. O presidente Sarney, hoje, é ministro do Presidente Lula¿, definiu o pedetista.

Camila Campanerut, repórter em Brasília |


Buarque seguiu defendendo que o presidente Lula está ganhando uma aura de poder de semideus. Ele crê que isso possa ser perigoso, no sentido de levar o País a uma ditadura, sem que se perceba. 

Agência Senado
Cristovam Buarque durante sessão plenária nesta sexta-feira
Cristovam Buarque durante sessão plenária nesta sexta-feira

Da mesma forma, o senador peemedebista Pedro Simon (RS) teme a influência do Planalto nos trabalhos do Senado. O Lula está indo num caminho de soberba, sem ninguém para contrabalançar, disse Simon.  Se o Mercadante aceitar o discurso do Lula de exterminar com a ética, ele tem a possibilidade de manter o discurso, se ele se enquadrar, acabou", completa.

Agência Senado
Pedro Simon concede entrevista nesta sexta-feira
Pedro Simon concede entrevista nesta sexta-feira

Na avaliação de Buarque, a decisão do senador Aloizio Mercadante (PT-SP) de permanecer na liderança da bancada do partido, a pedido do presidente Lula, torna-o um líder sonâmbulo. Ele será um líder sonâmbulo, o que ele diz a bancada não segue, explica.

Leia também:

Leia mais sobre: crise no Senado

    Leia tudo sobre: ato secretocristovam buarquelulamercadantepedro simonsarneysenado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG