A Polícia Legislativa do Senado proibiu a entrada de turistas que habitualmente visitam a Casa, à exceção dos que já estão com programação agendada pela Secretaria de Relações Públicas. O diretor-secretário da Polícia do Senado, Pedro Ricardo Araújo, disse que a medida foi tomada por causa do discurso, hoje à tarde, do presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), para se defender das denúncias de envolvimento em irregularidades.

O diretor-secretário da Polícia do Senado explicou que os visitantes não poderão se dirigir às galerias nem permanecer nas proximidades do plenário do Senado. Araújo afirmou disse que a proibição de entrada de turistas é adotada sempre que o Senado passa por um momento de agitação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.