A primeira reunião da nova Mesa Diretora do Senado terminou repleta de decisões que, na prática, são remendos dos problemas que a Casa encontra desde o início da atual gestão. http://congressoemfoco.ig.com.br/DetEspeciais.aspx?id=26483Sem acordo de líderes sobre a presidência das comissões, o presidente José Sarney (PMDB-AL) decidiu hoje que as reuniões poderão ser abertas pelos membros antigos, e comandadas pelo integrante mais velho de cada comissão. Ele aplicou o que está previsto no regimento da Casa, mas os próprios senadores admitiram que essa resolução é uma espécie de arranjo para evitar a paralisação total dos trabalhos. ¿Em algumas comissões isso vai funcionar. Em outras, não¿, alertou Heráclito Fortes (DEM-PI), primeiro secretário do Senado.

Sem grandes avanços efetivos na solução das ingresias da Casa, restou aos senadores ressaltar o compromisso, firmado no dia da posse de Sarney, em cortar os gastos em 10%. Durante a reunião, os secretários da Mesa asseguraram ao presidente do Senado que vão fazê-lo, embora ainda não saibam como e onde exatamente vão fazer as reduções. Eu já determinei a economia. Dei essa tarefa a cada um dos setores. Não sei como vão fazer. Eu quero ver é resultado, disse o primeiro secretário, senador Heráclito Fortes.

Leia tudo no Congresso em Foco

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.