A exemplo do que foi decidido hoje pela Câmara, o Senado Federal também divulgou nesta tarde novas medidas para o uso da cota de passagens aéreas pelos parlamentares. A cota, que passa a ser chamada de verba de passagem, só poderá ser usada pelos senadores e seus assessores - para esses, apenas em voos nacionais e desde que informado o motivo.

Estão extintas as cotas suplementares para os membros da Mesa Diretora e lideranças partidárias. O Senado também decidiu que não será válida a acumulação de um exercício financeiro para o seguinte.

A utilização da verba de passagem pelos senadores será publicada na página do Senado em até 90 dias a contar do final deste mês. Ficou definido também que os parlamentares do Distrito Federal terão direito a verbas de mesmo valor que as recebidas pelos senadores do Estado de Goiás. As novas regras foram anunciadas hoje após reunião do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), com os líderes da Casa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.