BRASÍLIA - Em 60 dias, a atual estrutura administrativa do Senado estará reduzida em 40%. A garantia foi dada pelo presidente da Casa, senador José Sarney, ao apresentar hoje o estudo elaborado pela Fundação Getulio Vargas (FGV) sobre a redução de gastos do Senado.

Entre as principais iniciativas para reduzir gastos estudo destaca a redefinição do sistema hierárquico e de remunerações da Casa, assim como a redução do número de diretores que passarão de cerca de 180 para sete.

Outra medida é o corte pela metade dos cargos de direção intermediários. O estudo também prevê o fortalecimento do suporte administrativo e da infraestrutura tecnológica, ou seja a Diretoria Geral passará a dar maior suporte administrativo à Casa.

Segundo Sarney, a atual estrutura do Senado será reduzida em 30% agora e em seis meses pode ultrapassar esse percentual. "Em poucos meses reduziremos 40% da estrutura atual. Alguns problemas que enfrentamos são vergonhosos, eu reconheço".

O senador disse que as medidas só devem começar a valer em 60 dias. Primeiro ele pretende deixar as propostas na internet por 30 dias, para receber sugestões de senadores e funcionários e mais 30 dias para que as sugestões possam ser absorvidas e o trabalho tenha início.

(Agência Brasil)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.