Senado já tem assinaturas suficientes para criar comissão que investigará MST

BRASÍLIA - A criação da comissão parlamentar mista de inquérito (CPMI) para investigar repasses públicos para financiar ações do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e outras entidades sociais depende agora só da coleta das 171 assinaturas necessárias na Câmara dos Deputados. A assessoria da senadora Kátia Abreu (DEM-TO), responsável pelo apoio dos senadores à CPMI disse que 31 dos 27 senadores necessários já assinaram o requerimento.

Agência Brasil |


Na Câmara, as assinaturas estão sob a responsabilidade dos democratas Ronaldo Caiado (GO) e Ônix Lorenzoni (RS). Segundo Caiado, até o final da manhã já tinham obtido o apoio de 110 deputados dos 171 mínimos necessários.

Ele informou que continuará na busca pelas assinaturas necessárias mas não informou se até o fim desta semana será possível protocolar o requerimento de abertura da CPMI na Secretaria Geral da Mesa do Congresso Nacional.

Leia também


Leia mais sobre: MST

    Leia tudo sobre: cpmicpmi do mstcâmarasenado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG