Senado investiga viagem de Magno Malta a Dubai

A direção-geral do Senado Federal abriu hoje sindicância para investigar viagem realizada no ano passado pelo senador Magno Malta (PR-ES) com recursos da Casa. De acordo com denúncias publicadas ontem pela imprensa, o parlamentar e o seu assessor José Augusto Santana teriam passado quatro dias de folga em Dubai, nos Emirados Árabes, em viagem oficial autorizada apenas para a Índia.

Agência Estado |

Os dois teriam gasto R$ 7.250 cada um em diárias na cidade do Oriente Médio e R$ 4.000 em ligações com celulares corporativos no trajeto a Dubai e durante a estadia.

O senador, que presidia na época a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia, participava com o seu assessor de evento na Índia de combate ao crime, entre os dias 3 e 6 de dezembro. Com autorização do Senado, eles permaneceram oito dias na região, dos quais quatro em Dubai. A sindicância é composta por três servidores do Senado e tem prazo de 30 dias para apurar o caso.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG