BRASÍLIA - O Senado extinguiu as comissões de trabalho instituídas ou prorrogadas por atos ou portarias anuladas pelo presidente da Casa, José Sarney (PMDB/AP). O ato publicado nesta segunda-feira no Diário Oficial da União também dispensa das comissões remanescentes os servidores que foram designados por atos ou portarias anulados pelo senador.

Agência Brasil
O presidente do Senado, José Sarney

De acordo com o texto, os servidores dispensados de comissões de trabalho por atos anulados não retornarão ao colegiado. A dispensa não importará no retorno do servidor que tenha sido substituído pelo dispensado.

Na última quarta-feira (05/08), o Senado publicou a lista dos 152 atos secretos anulados, alegando que, depois de uma pesquisa mais aprofundada, 119 desses atos foram devidamente publicados em edições do Diário do Senado, e 33 foram regularmente publicados em edições do Boletim Administrativo do Pessoal e, sendo assim, não desrespeitaram o princípio de publicidade e não podem ser considerados secretos.

Dos 663 atos considerados secretos, 79 foram nomeações para cargos administrativos do Senado.

Leia também


Leia mais sobre crise no Senado

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.