Senado divulga lista dos 50 diretores exonerados

Depois do escândalo com a revelação de que o Senado possuiu 181 diretores, a Casa divulgou hoje a lista de nomes e respectivos cargos dos 50 diretores exonerados. A dispensa dos funcionários representará uma economia mensal de R$ 400 mil, segundo o diretor-geral do Senado, Alexandre Gazineo.

Agência Estado |

Porém, a permanência de outras 131 diretorias continuará a produzir gastos mensais estimados em R$ 1,048 milhão ou cerca de 12 milhões por ano.

O ato chama a atenção por misturar servidores tidos como de primeiro nível, e que realmente exerciam função de direção, com outros que se limitavam a receber pelo cargo. Segundo explicou Gazineo, os diretores do quadro dispensados perdem as gratificações, que variam de R$ 2.064,01 a R$ 2.229,13, e voltam às suas funções originais.

Entre os diretores que vão perder suas funções imediatamente estão Elias Lyra Brandão e Francisco Carlos Melo Farias - responsáveis, respectivamente, pela coordenação administrativa de residências e a coordenação aeroportuária, conhecida como diretoria de check in. Farias era responsável por assessorar os senadores no Aeroporto Internacional de Brasília, nos embarques e desembarques. Ele trabalhava fisicamente no aeroporto. Já Brandão administrava os apartamentos funcionais do Senado e ficava instalado no subsolo de um dos imóveis. A lista completa dos exonerados pode ser conferida na página do Senado Federal.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG