Senado deixa de fiscalizar R$ 84 milhões do Interlegis

Criado para dar transparência ao Legislativo, o Interlegis, sistema de inclusão digital e de base de dados executado pelo Senado em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), não divulga seus gastos desde que foi criado, em 1999. Segundo uma auditoria do próprio Senado, foram transferidos R$ 84,6 milhões, entre 1999 e 2005, ao Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), órgão nas Organizações das Nações Unidas (ONU) que administra a execução do contrato.

Congresso em Foco |

Deste total, R$ 13,5 milhões foram gastos em contrações de empresas sem que se tenham informações sobre as licitações que viabilizaram a prestação desses serviços e as devidas prestações de contas da execução dentro do programa subordinado à Primeira Secretaria do Senado. Outros R$ 27 milhões foram usados, segundo a mesma auditoria, para compra de equipamentos e material permanente no Interlegis. 

Leia reportagem completa no Congresso em Foco

    Leia tudo sobre: congressocongresso do ptcongresso em foco

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG