Senado estuda providências para prevenir nepotismo http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/10/24/assessora_de_senador_pede_ao_stf_para_permanecer_no_cargo_2068050.html target=_topAssessora de senador pede ao STF para permanecer no cargo" / Senado estuda providências para prevenir nepotismo http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/10/24/assessora_de_senador_pede_ao_stf_para_permanecer_no_cargo_2068050.html target=_topAssessora de senador pede ao STF para permanecer no cargo" /

Senado confirma demissão de 86 servidores por nepotismo

O presidente da Comissão criada para investigar casos de nepotismo no Senado, Sérgio Penna, confirmou, nesta sexta-feira, a demissão de 86 funcionários em obediência à determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) que proibiu o nepotismo nos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/10/24/senado_estuda_providencias_para_prevenir_nepotismo_2067129.html target=_topSenado estuda providências para prevenir nepotismo http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/10/24/assessora_de_senador_pede_ao_stf_para_permanecer_no_cargo_2068050.html target=_topAssessora de senador pede ao STF para permanecer no cargo

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

Acordo Ortográfico

Todas as demissões foram feitas com base em informações prestadas pelos senadores e funcionários dos gabinetes, mas se surgir algum nome, por exemplo, de um chefe de gabinete que esteja em férias e voltando agora, a demissão será efetivada pela diretoria-geral.

De acordo com avaliação feita pela imprensa com base em boletins divulgados pelo Senado, 46 dos 86 demitidos são parentes de senadores. Os outros 40 têm laços de parentesco com servidores da Casa.

AE
Sérgio Penna
Sérgio Penna, chefe de gabinete do Senado

Segundo Penna, se a partir de agora forem descobertos novos casos de nepotismo no parlamento, além da demissão do funcionário, haverá punição administrativa para o senador ou servidor concursado que protegeu o parente.

Ele também propôs à diretoria-geral do Senado que cada novo contratado assine um documento no qual declare que não é parente. "Apresentamos ao diretor-geral e ele já aceitou a idéia", explicou.

O prazo dado à comissão para encerrar seus trabalhos terminava nesta sexta-feira. Mas as últimas exonerações foram publicadas ainda no boletim divulgado na quinta-feira pelo Senado sobre o assunto. 

(*com informações da Agência Estado)

Leia mais sobre nepotismo

    Leia tudo sobre: nepotismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG