BRASÍLIA - O Senado aprovou nesta quarta-feira o texto base da Medida Provisória 441, que altera remunerações e carreiras de 54 categorias de servidores públicos federais. Por acordo com o líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), foi acertada a incorporação de 20 emendas ao texto aprovado pela Câmara dos Deputados.

Com isso, a matéria retorna à Câmara para a apreciação das alterações feitas. A MP atinge 380.477 servidores civis, dos quais 191.910 ativos, 115.774 aposentados e 72.739 pensionistas.

O custo total decorrente da implementação da proposta está calculado em R$ 1,55 bilhão em 2008; R$ 5,7 bilhões em 2009; R$ 7,4 bilhões em 2010; R$ 8,9 bilhões no exercício de 2011; e R$ 9,1 bilhões nos anos subseqüentes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.