O Senado aprovou projeto do senador Tião Viana (PT-AC) que prevê indenização por danos morais, a partir de 2010, para as vítimas da talidomida - medicamento usado indevidamente por gestantes nos anos 60 e que causa malformações nos bebês. A Casa aprovou o projeto na quinta-feira.

O valor proposto oscila entre R$ 50 mil e R$ 400 mil. A proposta segue agora para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo Claudia Maximino, representante das vítimas, é preciso que o governo defina as fontes de financiamento. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.