Senado analisa revisão para baixo de atos secretos

BRASÍLIA - O primeiro secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI), analisa, desde o início da manhã desta terça-feira, o anúncio da diretoria geral da Casa de que o número de atos secretos está em 544 e não em 663, como informado anteriormente.

Camila Campanerut, repórter em Brasília |

Segundo a análise da comissão do Senado, 119 medidas administrativas foram publicadas, seguindo a lei, no Diário Oficial do Senado Federal.
Nesta última segunda- feira, a mesma comissão entrou com a recomendação da demissão imediata de 218 servidores , contratados por meio das medidas ilegais. 

De acordo com a assessoria de imprensa da Diretoria Geral do Senado, porém, nenhum desses servidores será exonerado até a conclusão das investigações.

Na segunda-feira da semana passada, o presidente Senado, José Sarney (PMDB-AP), determinou a anulação de todos os atos secretos e ordenou a criação de uma comissão que apresente um relatório com as medidas a serem adotadas para garantir a anulação dos atos.

Mesmo com o Senado em recesso até o dia 3 de agosto, os trabalhos da comissão continuam. As avaliações serão realizadas caso a caso e as exonerações só poderão ser feitas após a conclusão dos trabalhos.

Leia mais sobre:  Senado  - atos secretos

    Leia tudo sobre: sarneysenadosenadores

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG