BRASÍLIA (Reuters) - O Senado adiou para a próxima terça-feira a votação sobre a adesão da Venezuela ao Mercosul. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva havia comentado em Montevidéu, no Uruguai, que o Senado aprovaria o ingresso do país ao bloco comercial nesta quarta-feira. Estão em jogo dezenas de bilhões de dólares em comércio e investimento com o país rico em petróleo.

Além do Brasil, a adesão da Venezuela ao bloco regional ainda precisa ser aprovada pelo Congresso do Paraguai.

O Mercosul é composto por Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. Chile, Bolívia, Peru, Equador e Colômbia são membros associados do bloco.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.