Senado: acaba hoje prazo para indicar nomes à CPI

A área técnica do Senado esclareceu nesta tarde à Agência Estado que termina hoje - e não depois de amanhã - o prazo para os partidos apresentarem os nomes dos 11 senadores que os representarão na recém-criada Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras. A indicação dos nomes, a ser feita pelos líderes partidários, equivale à instalação da CPI, para que dê início aos trabalhos.

Agência Estado |

Ontem o ministro de Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, havia afirmado que a base aliada do governo no Senado apresentaria os nomes de seus representantes até amanhã. Mas, segundo a área técnica do Senado, o prazo regimental, que vence hoje, é de cinco sessões deliberativas a contar da leitura do requerimento de criação da CPI, que foi feita na manhã de 15 de maio, por iniciativa do PSDB, com a presença de apenas senadores no plenário. Ontem, o líder do Bloco de Apoio ao Governo, senador Aloizio Mercadante (PT-SP), anunciou que divulgará hoje os nomes dos governistas que integrarão a CPI.

Se um ou mais líderes partidários não indicarem representantes, a tarefa de fazer as indicações caberá ao presidente do Senado, senador José Sarney (PMDB-AP), que, para isso, terá um prazo de três sessões deliberativas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG