Uma caminhada pelo centro de Salvador (BA) marcou a participação dos integrantes de movimentos de luta por moradia da capital baiana na mobilização nacional do Movimento dos Sem-Teto. Segundo a Polícia Militar, cerca de mil pessoas - do Movimento dos Sem-Teto de Salvador (MSTS), da União Nacional de Moradia Popular (UNMP) e do Movimento Dois de Julho - participaram do protesto, que saiu do Campo Grande às 14 horas, passou pela sede do Ministério Público Estadual e foi concluído na frente da prefeitura, por volta das 18 horas.

Segundo o coordenador do Movimento dos Sem-Teto de Salvador (MSTS), Ildemário Proença, a manifestação na capital baiana foi pacífica e reforçou a reivindicação do movimento nacional dos sem-teto pela construção de 1 milhão de habitações populares no País, além de cobrar da prefeitura a promessa, assumida no ano passado, de construção de 430 casas no bairro periférico de Pirajá e de expansão das redes de saneamento básico a áreas de invasão. "Queremos prazos concretos para a realização das obras", cobra Proença.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.