Sem-terra ocupam sede nacional do Incra, em Brasília

Cerca de 700 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) ocupam, nesta segunda-feira, a sede nacional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em Brasília. A mobilização faz parte da Jornada Nacional de Lutas pela Reforma Agrária.

iG São Paulo, com agências |

A procuradora do Incra, Deysianne Moreira, afirmou que o instituto vai apresentar na Justiça Federal ainda hoje um pedido de reintegração de posse.

Agência Brasil
Integrantes do MST protestam no Incra

Com o lema "Lutar não é crime", o MST exige o assentamento de 90 mil famílias acampadas em todo o Brasil. De acordo com o movimento, a ação cobra os compromissos assumidos pelo governo federal depois da jornada de agosto, que ainda não foram cumpridos.

Os manifestantes chegaram ao prédio por volta das 5h e entraram de forma pacífica. Logo depois, ocuparam a entrada do edifício, sem permitir o acesso de funcionários que chegavam para trabalhar. O presidente do Incra, Rolf Hackbart, não conseguiu entrar no prédio.

Segundo o líder da mobilização e membro da coordenação nacional do MST, Luiz Afonso Arantes, a reforma agrária está parada no país. A ocupação serve de elemento para pressionar o governo a atentar às necessidades do movimento, acrescentou.

*Com informações das agências Estado e Brasil

Leia mais sobre: MST

    Leia tudo sobre: incramst

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG