Sem-terra invadem 24ª fazenda no Pontal

Dissidentes do Movimento dos Sem-Terra (MST) invadiram a fazenda do Balneário, na madrugada de hoje, em Paraguaçu Paulista, no Pontal do Paranapanema, oeste do Estado de São Paulo. É a 24ª área invadida na região desde o último dia 20, durante o chamado Carnaval Vermelho.

Agência Estado |

O grupo, com cerca de 40 militantes, cortou a corrente de um portão e entrou na área por volta da 1 hora. A propriedade, pertencente a um grupo imobiliário, fica a 600 metros da área urbana.Viaturas da Polícia Militar bloquearam o acesso à área invadida.

Grupos de sem-terra que chegaram a pé e em automóveis foram impedidos de se juntar aos invasores. À tarde, a Polícia Militar chegou a anunciar a desocupação da fazenda, mas os sem-terra driblaram o bloqueio e se estabeleceram nos fundos da propriedade. A ação foi apoiada pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Paraguaçu Paulista. De acordo com o líder Luciano de Lima, os sem-terra pretendem montar apenas um acampamento na fazenda. "A terra não é suficiente para assentar as famílias e nosso objetivo é ter aqui uma base para organizar o movimento."

Segundo ele, pelo menos cinco fazendas da região foram consideradas improdutivas pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). "Vamos fazer pressão para que sejam transformadas em assentamentos." O grupo liderado por Lima é ligado a José Rainha Júnior, afastado dos quadros do MST. Essa foi a 21ª fazenda tomada pelos sem-terra sob a liderança de Rainha, em protesto contra o governo estadual. Na semana passada, ele ordenou a desocupação de 20 fazendas invadidas para mostrar "disposição para o diálogo" com o governo. Outras três fazendas foram invadidas pelo próprio MST.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG