Sem-terra é morto a tiros em acampamento de BH

Um integrante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) foi assassinado na madrugada de hoje em um acampamento irregular na zona norte de Belo Horizonte. Claudinei da Costa foi atingido por três tiros e morreu na hora.

Agência Estado |

Valdenir Coelho, de 45 anos, levou uma bala de raspão. Um homem não identificado teria feito vários disparos contra moradores do acampamento. A Polícia Civil ainda investiga o crime.

Cerca de 200 famílias ocupam desde a quinta feira um terreno na região da Pampulha. A ocupação da área com barracas de lona improvisadas pelos integrantes do MST e por outros movimentos populares provocou um grande tumulto na região. Famílias sem qualquer vínculo com o movimento de luta pela terra resolveram aderir à invasão, na esperança de conseguir uma área num futuro loteamento do terreno. Foi preciso que policiais interferissem, retirando do local cerca de cem famílias sem relação com os sem-terra.

A construtora Modelo alega ser a proprietária do terreno. Segundo representantes da empresa, já foi impetrado na Justiça um pedido de reintegração de posse. Ouvidos pela Polícia Civil, parentes do rapaz assassinado, que tinha 24 anos, informaram que ele era usuário de drogas e tinha dívidas com um traficante. No entanto, a polícia ainda não tem informações que comprovem a motivação e a autoria do homicídio.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG