A polícia está contando com algum tipo de denúncia anônima para chegar ao autor do atropelamento do alemão naturalizado americano, Christian Martin Wölffer, de 70 anos, atingido no dia 31 de dezembro quando nadava na praia do Saco do Mamanguá, no município de Paraty, no sul do Estado do Rio. Hoje o detetive Marcos Cerqueira, responsável pela investigação do caso, admitiu que a polícia ainda não tem nenhuma informação concreta que leve ao responsável pelo acidente.

"O fato que temos é que um senhor morreu, possivelmente atropelado por uma embarcação, quando nadava. Sabemos que ele foi além do limite de segurança, isto é, dos 200 metros da praia, em um dia com grande movimento de embarcações naquela área. É como se ele atravessasse uma rua de grande movimento, de pista dupla, a pé e sem olhar para o lado", explicou o detetive Cerqueira.

A esperança de obter informações para desvendar o caso é o prêmio de R$ 2 mil que o Disque Denúncia está oferecendo. "O Disque Denúncia será o grande auxiliador nesta investigação. A base de uma investigação é a denúncia que nos norteia, nos dá uma direção", explicou Cerqueira. As informações podem ser prestadas tanto pelo número da cidade do Rio de Janeiro (21) 2253-1177, como pelo 03002531177, pelo preço de uma ligação local. O denunciante não precisa se identificar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.