Sem multa, caminhão ignora veto no Morumbi, em SP

Restrição começou oficialmente ontem, mas autuações não têm data prevista para começar

AE |

selo

No primeiro dia de restrição ao trânsito de veículos pesados em dez vias do Morumbi, na zona sul de São Paulo, caminhões circulavam ontem normalmente na região. Só na Praça Roberto Gomes Pedrosa, rotatória para quatro ruas incluídas na proibição, a reportagem contou 60 caminhões em meia hora durante a manhã. Na Avenida João Jorge Saad, era uma média de oito por minuto.

Essa via e as Avenidas Francisco Morato, Giovanni Gronchi, Luiz Migliano, Guilherme Dumont Villares, Jacob Salvador Zveibel, parte da Morumbi (entre a Ponte e a Francisco Morato) e as Ruas Jules Rimet, Padre Lebret e Engenheiro Oscar Americano agora são consideradas Vias Estruturais Restritas (VER) pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Os caminhões são proibidos de circular de segunda a sexta, das 5 horas às 21 horas, e aos sábados, das 10 horas às 14 horas.

Por enquanto, infringir a regra não pesa no bolso nem na habilitação dos motoristas. A CET não tem data para começar a aplicar a multa de R$ 85,12 e quatro pontos na carteira. Segundo a empresa, o período é de adaptação e orientação - os agentes da CET, porém, não podem realizar bloqueios educativos ou abordar os motoristas.

Mesmo com o movimento intenso de caminhões nas vias, apenas dois marronzinhos foram vistos na região durante toda a manhã e início da tarde de ontem - um na Engenheiro Oscar Americano e outro na Giovanni Gronchi.

Marginal

Começam no dia 13 as multas para veículos pesados (ônibus e caminhões) que excederem o novo limite de velocidade na pista expressa da Marginal do Pinheiros: 70 km/h. Anteriormente, a velocidade máxima permitida era de 90 km/h. A redução começou a valer ontem, mas, como as restrições à circulação dos caminhões no Morumbi, apenas em caráter educativo.

O prazo extra servirá para concluir a sinalização da área. Como a maioria dos caminhões já não pode circular nessa via das 5 horas às 21 horas, a regra afeta principalmente os ônibus. Mas a restrição vale também para veículos liberados das regras, como caminhões que transportam produtos alimentícios, mudanças, entulho e lixo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: caminhãomorumbicetmultatrânsito

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG