Sem Kaká, Brasil tem problemas no ataque contra Itália

Por Mark Meadows ROMA (Reuters) - O Brasil perdeu Kaká e já não contava com Luis Fabiano e Amauri para o amistoso de terça-feira contra a Itália, em Londres, deixando o técnico Dunga com problemas para escalar o setor ofensivo da equipe

Reuters |

Kaká sofreu uma lesão no tornozelo durante partida do Milan contra o Reggina, no sábado, e ficará afastado dos gramados por duas semanas. Luis Fabiano, também lesionado, já tinha sido cortado, enquanto Amauri, que aguarda o passaporte italiano, não foi liberado pela Juventus por ter sido convocado depois do prazo e pode acabar jogando pela seleção italiana no futuro.

Devido aos problemas no ataque, Alexandre Pato pode ter mais uma chance. O jogador do Milan, de 19 anos, destacou-se pela seleção ao fazer um gol apenas 12 minutos após entrar em campo pela primeira vez, contra a Suécia, em março. No entanto, desde então ele não conseguiu mais jogar bem com a camisa do Brasil.

Outra opção é Adriano, da Inter de Milão, que, no entanto, não tem impressionado por seu clube. Ronaldinho Gaúcho, companheiro de Kaká e Pato no Milan, também foi chamado para o amistoso, mas ainda não está 100 por cento em forma.

Do lado de fora do campo, o amistoso Brasil e Itália gerou polêmica. Alguns políticos italianos pediram o cancelamento da partida por causa do imbróglio entre os dois países em relação à extradição de Cesare Battisti.

O técnico da seleção italiana, Marcello Lippi, desconsiderou os pedidos, mas criticou o fato da partida ser na terça-feira, apenas dois dias após a rodada de fim de semana dos campeonatos nacionais da Europa.

"É um jogo de grande prestígio, mas é uma vergonha ser na terça", disse a repórteres.

"Duas das seleções mais bem sucedidas do mundo vão se encontrar, com os nossos melhores jogadores, e jogar 48 horas depois do campeonato significa que vamos perder alguma coisa", acrescentou Lippi, que preferia que o jogo você na quarta.

Lippi não pode reclamar das opções de atacante que tem, principalmente depois de ter dispensado Alessandro del Piero novamente.

Luca Toni e Alberto Gilardino disputam uma vaga entre os titulares.

Guiseppe Rossi, do Villarreal, espera outra chance antes do jogo em casa contra Montenegro, em março, pelas eliminatórias da Copa do Mundo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG