Sem autorização, picapes treinavam para "campeonato de cavalo de pau"

Vídeo mostra momento em que motorista perde controle do carro. Passageiro é arremessado e morre no local

Thiago Guimarães, iG Bahia |

A Prefeitura de Santana do Ipanema, município a 205 km de Maceió, negou responsabilidade pelo capotamento de uma picape que terminou com morte neste domingo (29) na cidade. Segundo a administração municipal, os motoristas treinavam para um campeonato na cidade - mas não avisaram a prefeitura sobre isso, que não pode oferecer segurança nem fiscalizar o evento.

O acidente foi registrado por cinegrafistas amadores e as imagens foram publicadas na internet. Diante de dezenas de espectadores, uma picape Hilux parece disputar um "pega", uma corrida entre carros, em uma pista de terra com outro veículo, que fica para trás.

O motorista do veículo tenta então fazer um cavalo de pau – inversão súbita da direção mediante acionamento de freio –, mas o veículo capota, lançando o passageiro Robson de Souza Silva, de 32 anos, para fora. Natural de Jacaré dos Homens, cidade a cerca de 50 km de Santana do Ipanema, Silva não resistiu aos ferimentos e morreu.

nullO acidente ocorreu em um local conhecido como “Campo da Aviação”, um terreno da prefeitura. O local abriga, em julho, evento conhecido como “Festa da Juventude”, que tem como ponto alto uma disputa de manobras de cavalo de pau. O episódio do domingo, segundo as investigações, é um treinamento para o campeonato.

A assessoria da Prefeitura de Santana do Ipanema afirmou, contudo, que não tinha conhecimento do uso do terreno para treinamento. Afirmou que a área é cercada e que foi invadida pelas pessoas presentes no local no domingo, que não tinham autorização para usar o terreno.

Ainda de acordo com a administração municipal, a disputa de cavalos de pau durante a festa possui esquema de segurança, com equipes de emergência, e os participantes assinam termos de responsabilidade, diferentemente do episódio de domingo.

De acordo com o delegado Rodrigo Rocha, que investiga o caso, dirigir em via pública causando perigo à segurança alheia é direção perigosa, delito previsto na Lei das Contravenções Penais, de 1941. Mas, no caso do campeonato de cavalos de pau da “Festa da Juventude”, segundo ele, trata-se de “evento devidamente autorizado” e fora de via pública. “Como qualquer esporte radical”, afirmou.

Informações iniciais colhidas pela polícia apontam que a picape pertencia a Silva, que teria cedido a condução para o amigo Rodinelle de Melo Monteiro, filho de uma ex-prefeita do município de Monteirópolis, que fica na região. Segundo o delegado, o motorista se feriu no acidente e deverá ser ouvido nos próximos dias. Rocha afirmou ainda que uma terceira pessoa estava no veículo e não se feriu.

O delegado, que assumiu o caso nesta terça-feira (31), ainda não ouviu nenhuma testemunha. Segundo ele, o desfecho provável da investigação, dadas as informações iniciais, será o indiciamento do motorista da camionete sob suspeita de homicídio culposo (sem intenção de matar).

    Leia tudo sobre: Santana do IpanemaAlagoasacidente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG