A semana no Congresso será marcada por mais uma tentativa dos deputados de votarem as propostas da reforma política, apesar do pessimismo do próprio presidente da Câmara, e da análise de Medidas Provisórias polêmicas no Senado. Os senadores terão que apreciar propostas como as que permitem obras em rodovias sem licença ambiental, regularizam terras na Amazônia e aumentam a terceirização da merenda escolar.

No sábado, o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), se mostrou cético quanto à aprovação da reforma política, mesmo restrita às propostas de voto em lista fechada e de financiamento público de campanhas eleitorais. Neste momento não há definição, o que há é a reforma política em andamento. Se ela vai dar resultado, não saberia dizer. Semana que vem não será fácil.

Leia reportagem completa no Congresso em Foco

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.