Paris, 14 jun (EFE) - Um selo do século XVII do imperador chinês Kangxi foi vendido hoje por um preço recorde de 4,7 milhões de euros a compradores chineses anônimos em um leilão em Toulouse (sudoeste da França).

"Este é um recorde mundial para um selo e um recorde europeu para um objeto chinês", disse à imprensa o comissário do leilão Hervé Chassaing.

O objeto, feito em esteatito de cor bege, saiu a leilão a 300 mil euros, mas seu preço disparou pelo interesse de compradores chineses que disputavam por telefone.

Com os custos da venda, estes deverão desembolsar um total de 5,6 milhões de euros.

O selo, que pesa 3 quilos e conserva seu estojo original, um pequeno cofre lacrado decorado com um medalhão de marfim, é um dos 130 que pertenciam ao imperador Kangxi e foi descoberto durante a leitura de um testamento.

O objeto estava esquecido no armário de uma família de Toulouse, que ignorava seu valor.

Este instrumento do poder imperial estava catalogado na China e era dado por desaparecido.

Os organizadores do leilão, realizado na casa Saint Georges de Toulouse, esperavam obter por ele entre 1 milhão e 2,5 milhões de euro. EFE ik/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.