Segurança frustra protesto do Greenpeace em Brasília

Ativistas do Greenpeace furaram o bloqueio de segurança nos arredores do Palácio do Itamaraty, em Brasília, esta tarde, para a realização do 2ª Cúpula de Chefes de Estado e de Governo do Bric (grupo formado por Brasil, Rússia, Índia e China).

Agência Estado |

Dois carros ocupados por integrantes do movimento conseguiram chegar à frente do palácio, apesar do policiamento no local que impede o acesso de carros em trechos da Esplanada dos Ministérios.

AE
Ativistas vestidos de "barril de petróleo" e "árvore" sendo restirados por seguranças
Quatro manifestantes saíram dos veículos e acabaram presos por agentes de segurança. Dois deles estavam vestidos de árvore, um, de placa solar, e o último, de barril de petróleo.

AE
Segundo João Talocchi, coordenador da campanha do clima do Greenpeace Brasil, o objetivo do protesto era chamar a atenção das autoridades para as políticas de proteção ao meio ambiente. "O Greenpeace veio desafiar os líderes a assumir a liderança das negociações em torno do clima", disse. "Temos uma das últimas oportunidades para isso neste ano", completou.

O protesto mobilizou cerca de 16 integrantes do Greenpeace e chegou a ser transmitido ao vivo para o site da entidade. Um agente policial disse que o grupo falsificou uma credencial que permitia o acesso ao Palácio do Itamaraty, sem passar por uma vistoria prévia. Os quatro manifestantes foram detidos e encaminhados à delegacia de polícia.

Leia mais sobre: protesto

    Leia tudo sobre: protesto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG