A capitã da PM Lílian Soares, que faz a segurança dos filhos do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), teve o carro roubado hoje quando passava em Laranjeiras, próximo ao Palácio Guanabara, para onde seguia. Ela foi abordada por dois homens, que ordenaram que ela saísse do veículo.

Outros seguranças do Palácio estavam atrás do carro dela, perceberam o assalto e reagiram. Um adolescente de 17 anos foi preso. Um homem de 27 anos está foragido.

Ao ser abordada, a policial não reagiu e saiu do carro. O adolescente de 17 anos assumiu o volante, enquanto o outro suspeito, identificado Bruno Teófilo do Nascimento, o seguiu num outro veículo. Os seguranças, então, perseguiram o grupo e pediram reforço ao Palácio Guanabara. Houve troca de tiros e o carro de Lílian foi atingido na lateral esquerda. O veículo foi recuperado na saída do Túnel Rebouças, no Catumbi, zona norte da cidade. O adolescente foi preso dentro do carro. Nascimento conseguiu escapar.

De acordo com o delegado Deoclécio de Assis Filho, titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, os rapazes seriam do Morro do Querosene e teriam assaltado a capitão a mando do traficante Anderson Rosa Mendonça, o Coelho. A polícia acredita que o carro da policial seria usado na fuga de traficantes do Catumbi. Hoje, os morros Fallet e Fogueteiro, também no Catumbi, foram alvos de operações da 6.ª Delegacia de Polícia (Cidade Nova) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core).

A polícia fez diligências para prender Bruno Teófilo do Nascimento, mas até o fim da tarde ele não havia sido localizado. O rapaz tem extensa ficha criminal por roubos de carros. Essa não é a primeira vez que seguranças do governador são vítimas da violência. Em 9 de abril do ano passado, o PM Guaracy de Oliveira da Costa, lotado na segurança do Palácio, foi morto a tiros quando saía de casa, no Engenho Novo. Os criminosos levaram sua arma e seu carro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.