Segundo dia do Enem foi tranquilo, diz Inep

O clima foi de tranquilidade hoje, segundo dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), realizadas em mais de nove mil salas no País, segundo levantamento do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Segundo o Inep, não houve registro de nenhum incidente.

Agência Estado |

Neste domingo, os participantes do Enem fizeram as provas de matemática e suas tecnologias e de linguagens, códigos e suas tecnologias - cada uma com 45 questões, além da redação.

A média nacional de faltosos ficou em 37,7% no sábado. No domingo, dados preliminares apontam que 2,9% dos inscritos que realizaram a prova no sábado desistiram de fazê-la hoje. Só em São Paulo, foi registrado índice de 46,9%. O Estado concentra mais de um milhão de estudantes e, com a mudança da data de aplicação da prova, instituições importantes como USP, Unicamp, Fundação Getúlio Vargas e PUC ficaram impossibilitadas de utilizar a nota do Enem, por força de seu calendário, o que diminuiu o estímulo dos alunos para fazer a prova.

O índice nacional de abstenção é atribuído, fundamentalmente, segundo o Inpe, à distância de quase cinco meses entre período de inscrições e aplicação da prova e à ocorrência de chuvas em todo o País. Nas edições anteriores, a abstenção tem oscilado entre 25% e 30%.

De acordo com o presidente do Inep, Reynaldo Fernandes, o número absoluto de participantes é bastante expressivo. "São quase 2,6 milhões de estudantes que fizeram o novo Enem, enquanto cerca de 1,8 milhão concluem o ensino médio no Brasil todos os anos. Além disso, se somarmos as inscrições dos processos seletivos em todas as instituições federais de ensino superior, não chegamos a 2,2 milhões, mesmo considerando que uma mesma pessoa pode se inscrever em mais de um vestibular", argumenta.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG