Secretário expõe esquema de fraude e é demitido no RS

O secretário de Planejamento Urbano e Habitação de Alvorada (RS), Francisco Ramos, foi demitido depois de revelar que poderia participar de um esquema para fraudar concorrências. Sem saber que estava sendo gravado por uma câmera escondida, ele explicou o esquema a um repórter da RBS TV, que se fazia passar por um assessor de uma prefeitura do interior do Rio Grande do Sul.

Agência Estado |

Na narrativa, contou que montou uma empresa de engenharia, em nome de laranjas, especializada em elaborar projetos para obtenção de verbas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal. Para ganhar contratos, na modalidade de carta-convite, a empresa já teria acordo com outras duas, que apresentariam preços maiores, e liberaria comissões aos funcionários participantes do esquema dentro das prefeituras.

Na segunda etapa, depois da aprovação em Brasília, o ex-secretário prometia atuar para acelerar a liberação das licenças estaduais. E na terceira etapa, outras empresas, construtoras de obras, agiriam com combinação prévia de resultados de licitações e distribuição de propinas a funcionários públicos. Nas gravações, o ex-secretário não revelou se alguma das irregularidades apresentadas como possíveis já ocorreu ou não.

Depois de anunciar a demissão de Ramos, o prefeito João Carlos Brum (PTB) disse que "não tem cabimento" o que seu ex-secretário relatou nas gravações. Consultado novamente pela reportagem da emissora, Ramos negou ser verdadeiramente dono de empresa de engenharia ou ter participado de tentativas de fraudar licitações.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG